Ecommerce de Casa e Deciração

Casa e Decoração: uma combinação de sucesso para vendas online

No começo de 2018, a EBIT divulgou um relatório com informações sobre o mercado de ecommerces brasileiros em 2017 e uma das grandes novidades era o crescimento de 10,6% no total de pedidos em lojas virtuais do segmento de casa e decoração, o que o coloca em 6º lugar na categoria, com 9,8% do volume total de pedidos online e em 5º lugar no que se refere ao volume financeiro, algo equivalente a 7,7% do total.

Isso representa um acompanhamento de uma tendência global de crescimento do setor, já que, de acordo com a Shopify, o mercado global de lojas virtuais de casa e decoração atualmente gera US$ 258 bilhões em receita e tem uma projeção super positiva de crescimento: ultrapassar os US$ 300 bi já em 2020 e chegar aos US$ 394 bilhões em 2022.

Esse crescimento é motivado por um novo tipo de consumidor do setor: super conectados, antenados com tendências, versáteis e que buscam descontos acima de qualquer coisa, inclusive acima de fidelidade à marcas.

Este, na verdade, é o ponto menos valorizado por clientes que compram em ecommerces de casa e decoração, o que não significa que eles não voltarão à sua loja virtual depois da primeira compra.

É preciso ter isso em mente que os clientes não costumam valorizar o ecommerce nesse setor por conta da marca já ser famosa no ambiente físico.

O ambiente digital trouxe essa grande possibilidade: ter praticamente a mesma credibilidade de uma marca já consolidada no mercado offline de casa e decoração sendo uma marca exclusivamente online.

Por que investir no setor de Casa e Decoração?

Além da questão do crescimento do ecommerce como um todo no brasil e do novo perfil de consumidor que valoriza marcas com um bom atendimento e custo-benefício, existem outras razões para investir nesse setor de casa e decoração online.

A oportunidade de criar um diferencial de mercado com maior facilidade do que no ambiente físico é sensacional. Dentro do ambiente digital, as marcas têm mais dinâmica para se diferenciarem com promoções exclusivas, comunicação personalizada e atendimento único, mesmo utilizando mídias semelhantes às da concorrência como e-mail marketing, inbound marketing, soluções de retenção de compra no próprio ecommerce ou marketing de conteúdo.

Por fim, o ticket médio também costuma ser outro ponto importante para investir no setor. Mesmo com compras exclusivamente online, o valor gira em torno de R$ 2.000,00 a 3.000,00, o que é consideravelmente alto para compras digitais.

E como montar e evoluir os negócios online nesse setor?

O passo essencial, como já falamos em outros artigos, é ter um plano de negócios bem estruturado para saber detalhes do seu ecommerce como qual a plataforma que você utilizará para hospedar sua loja virtual; com quais ERPs e marketplaces você fará integração; em quais mídias você investirá para atrair clientes e qual o orçamento que você vai separar para essas ações; e uma organização financeira para saber quais os custos para manter o ecommerce rodando plenamente, como otimizar os pagamentos online, o recebimento dos valores e o estorno de compras, bem como determinar sua lucratividade anual.

A questão da otimização dos pagamentos online merece uma atenção especial, já que o abandono de carrinho ainda é um desafio para diversos ecommerces dos mais variados setores. Os motivos vão desde lojas que não praticam as melhores tarifas do mercado até poucas opções de pagamento online.

Esses clientes já chegaram a um ponto em que estão dispostos a comprar na sua loja virtual, mas acabam esbarrando na falta da opção de pagamento com que estão mais familiarizados. Muitas vezes, o cliente não se sente confortável em comprar um móvel de R$ 2.500,00 no boleto, mas estaria super disposto a comprá-lo em 10x no cartão de crédito.

É preciso entender que as soluções de pagamentos online não são mais um gasto para o seu negócio, mas sim um serviço que otimiza uma das etapas mais importantes da compra que é a etapa final.

Não adianta ter uma loja virtual super bem desenhada, com uma experiência de usuário bem trabalhada na oferta dos produtos e um atendimento excelente em todos os canais se você não facilita a vida do seu cliente na hora de fazer o pagamento.  

New call-to-action