comercio-online-e-mobile-como-o-sistema-antifraude-protege-seus-canais-de-venda-eletronica

Comércio online e mobile: como o sistema antifraude protege seus canais de venda eletrônica

No ambiente de comércio eletrônico, tem sido cada vez mais comum que os consumidores digitais realizem compras de dispositivos móveis. Smartphones e tablets são um crescente canal de vendas e pagamentos online.

A participação do chamado “mcommerce”, ou compras virtuais por meio de dispositivos móveis, foi de 26% em 2016, de acordo com a  35ª edição do Webshopper - estudo de maior credibilidade sobre o comércio virtual brasileiro e a principal referência para os profissionais do segmento. A estimativa para 2017 é que este número atinja os 42%.

A partir desses números, podemos concluir que o fácil acesso à tecnologia e internet vem refletindo diretamente no comportamento dos consumidores em sua jornada de compra  virtual.

Atualmente, contamos com os mais diversos pontos de contato com os clientes e já não importa qual o meio utilizado, mas sim a experiência do usuário cada vez que ele escolhe comprar online.


Esta grande oportunidade de negócio e facilidade, porém, abre caminho para as tentativas de golpes, invasões e fraudes. A tendência é que os criminosos direcionem sua atuação para o canal mobile.

Como proteger seus canais de vendas?

Não existe nada mais prejudicial para um ecommerce que estar vinculada à ocorrência de fraudes. Deste modo, algumas precauções são pertinentes para evitar que este tipo de acontecimento esteja presente em seu negócio online.

1. Criptografia e certificados de segurança

Certificados digitais garantem o sigilo dos dados  e proteção às informações confidenciais; além disso, ao criptografarmos o login, fica mais difícil de os hackers roubarem as informações dos usuários.

2. Redução na quantidade de transações negadas

Muitas vezes, as fraudes acontecem quando softwares maliciosos ou malwares utilizam os cartões de crédito sucessivamente, até que terminem a compra. Para reduzir este risco, é possível restringir as tentativas de inserção de informações bancárias para um limite pré-determinado e, caso ele ultrapasse esse limite, entre para a lista de suspeitos automaticamente.

3. Blindagem do comércio eletrônico

Com o objetivo de detectar possíveis vulnerabilidades relacionadas à segurança de sua loja, o sistema de blindagem evita fraudes e protege o comércio digital contra malwares e ataques cibernéticos.

4. Tenha um sistema antifraude

Uma dica valiosa é que as empresas possuam um sistema antifraude com uma satisfatória solução de gerenciamento de risco. Assim, tentativas de golpe caem consideravelmente e seu negócio digital não sofrerá prejuízos desnecessários.

Neste artigo é possível concluir que a tecnologia possibilitou a acessibilidade em larga escala, fator extremamente positivo para o aumento dos números de vendas no comércio eletrônico a partir de um dispositivo móvel. Por outro lado, cabe às empresas se prepararem para evitar brechas passíveis de golpes e fraudes.

Boas vendas!

Guia PayU Tudo sobre pagamentos online