Como escolher o meio de pagamento online para seu ecommerce

Como escolher o meio de pagamento online para seu ecommerce

Receber é tão importante quanto vender. Grande parte do sucesso dos gestores de alta performance está em sua capacidade de planejar e alinhar objetivos e metas aos seus plano de ação. Na teoria, isso parece óbvio, mas na realidade prática, vemos que nem todas as áreas recebem a mesma atenção no plano estratégico.

Gerenciar uma empresa de ecommerce engloba desafios que vão muito além de sua criação. Parte do início desse gerenciamento é a escolha do melhor meio de pagamento para o seu negócio digital.

Meios de pagamento na internet: intermediador ou gateway?

  1. Intermediadores de pagamento

Este é o meio mais indicado para quem está no início da gestão do ecommerce, por tratar-se de uma solução integrada e com simples implementação, além de seu custo-benefício.

Principais vantagens na escolha de intermediadores

Entre os pontos positivos em utilizar este meio pagamento, estão:

  • Vasta opção de pagamentos para que o cliente escolha a mais conveniente.
  • Sistema antifraude incluso nas tarifas praticadas pelo intermediador.
  • Em sua grande maioria, há um único painel de controle que unifica todas as informações da conta do gestor ou empresa.
  • Clientes digitais que já possuem contas nos intermediadores certamente irão procurar sites que utilizam a ferramenta, porque traz maior segurança para a finalização das compras.
  • Na maioria dos casos, a tarifa de adesão não é cobrada.
  • Gera apenas um único contrato, o que facilita a gestão por tratar-se de apenas um parceiro a oferecer todos os serviços.

Dicas para escolher o intermediador de pagamento

Na hora de analisar seus melhores parceiros de negócio, é importante que no fechamento do contrato estejam alinhadas expectativas que atendam positivamente ambos os lados. 

Desta forma, a orientação é se atentar aos seguintes itens:

  • Análise de tarifas.
  • Permanência das tarifas durante o tempo de contrato.
  • Verificar existência de suporte em português ou nas línguas em que o e-commerce tiver abrangência.
  • Verificar o número de transações que o intermediador é capaz de fazer por segundo, a fim de evitar possíveis falhas em períodos de pico.

  1. Gateways de pagamento

Imagine o gateway como uma máquina de cartão do mundo digital. Ele é um software que processa pagamentos online feitos por meio de cartões de crédito, boleto ou débito em conta corrente. É a interface que conecta o e-commerce aos principais agentes financeiros – operadoras de cartões e bancos.

O gestor que opta por utilizar gateways de pagamentos estará responsável por administrar todos os contratos e também assume os riscos de cada transação efetuada.

Além disso, terá que realizar ao menos três tipos de integração: com o adquirente, com o fornecedor da solução gateway e com o gestor de risco – imprescindível para diminuir o risco de fraudes online.

Empreender é sempre bastante desafiador. Exige investimento em horas de estudos e análises, trabalho árduo e muita resiliência, já que mudanças muitas vezes são necessárias para adequar o posicionamento do negócio.

Uma coisa é certa: quando todos estes fatores estão atrelados a uma grande força de vontade e idealização de que sua ideia é realmente boa, você estará muito perto de alcançar uma empresa de sucesso.

Prontos para vender e receber mais?

Boas vendas!

Guia PayU Tudo sobre pagamentos online