Como fazer um plano de ação para vender mais durante e depois do Natal

Como fazer um plano de ação para vender mais durante e depois do Natal

A loucura de vendas do período Black Friday já passou e estamos a poucos dias de outra data igualmente especial para varejos físicos e ecommerces do Brasil e do mundo: o Natal. Esse momento do ano gera uma movimentação maior dos consumidores, em especial, por causa da liberação do 13º salário entre outros pontos.

Com isso, é esperado um aumento de 4,5% nas vendas do Natal deste ano, em comparação com o mesmo período de 2017, de acordo com a Fecomercio.

Com essa possibilidade de aumento nas vendas das lojas virtuais, uma coisa que o gestor do ecommerce começa a pensar é: qual é a melhor forma de atender toda essa demanda crescente sem problemas na hora dos pagamentos online?

Bom, é preciso fazer um plano de ações e de vendas detalhado para esse período do Natal e estar totalmente atento aos meios de pagamentos online disponíveis na sua loja virtual. A opção de cartão de crédito, por exemplo, é essencial, já que cerca de 80% das transações no comércio eletrônico são feitas com ela, segundo pesquisa do DataFolha.

Mas como fazer um plano de ações e vender mais online no fim de ano?

O primeiro item que precisa ficar claro é que um plano de vendas ajuda a definir um público-alvo específico, os objetivos da campanha, quais táticas você vai utilizar e quais obstáculos você pode enfrentar no caminho. É um plano de negócios focado em uma época de vendas específica.

Para o plano de vendas é ideal determinar as seguintes informações:

1. Público-alvo
2. Metas de receita
3. Estratégias
4. Táticas
5. Precificação e promoções
6. Prazos de entrega
7. Responsáveis por cada atividade
8- Estrutura do time
9- Recursos
10- Condições do mercado

Alguns pontos dessa lista como o público-alvo e a questão de condições do mercado possuem características muito particulares de cada segmento do ecommerce, por isso é importante entender o seu nicho ao planejar a campanha.

Mas a ideia de metas de receita, por exemplo, é algo que podemos explicar melhor. Boa parte dos ecommerces define suas metas com base no faturamento, seja dessa época específica, seja do ano. O que você pode trabalhar de forma alternativa é a definição de meta de receita com base em um objetivo de volumes: “X” novos clientes ou “Y” vendas. E lembre-se: mantenha um objetivo realista para o tamanho da sua loja virtual.

A ideia de precificação e promoções também é bastante interessante. É preciso ter um planejamento de redução ou aumento de preços e informações bem alinhadas sobre qual é o número de vendas do produto que terá seu preço aumentado, por exemplo. Com isso, você consegue determinar o quanto esse aumento impactou nas vendas.

Você também precisa definir os responsáveis por cada tarefa dessa campanha de final de ano, seus recursos alocados e a estrutura do time que estará disponível para trabalhar.

E quais estratégias de venda online você deve considerar no seu ecommerce?

Uma das primeiras coisas que você pode fazer é definir o seu ciclo de vendas. É bem provável que você já tenha feito um estudo desses no seu ecommerce, mas é preciso revisá-lo constantemente e entender se o seu consumidor está mudando a forma como compra na sua loja virtual.

Você precisa saber exatamente o tempo médio que um cliente leva para fazer uma compra completa no seu site. É chamado ciclo de venda. Descobrir e entender isso pode te ajudar, entre outras coisas, a diminuir a taxa de abandono de carrinho de compras ou detectar que seu ecommerce precisa reformular a maneira como seus clientes usam os meios de pagamento online, ao perceber que boa parte das compras estão parando nessa parte.

Fazer com que o seu processo de checkout seja o mais fácil possível também ajuda a diminuir essa taxa de abandono de carrinho. Tentar colocar tudo em uma única página pode funcionar se for um processo bem desenhado e bem executado. Mas muitas páginas diferentes podem atrapalhar o cliente na hora de fechar o negócio por conta da distração. O ideal, neste caso, é colocar uma barra de progresso mostrando que falta muito pouco para ele terminar a compra.

Outro ponto importantíssimo dentro desse assunto de experiência do usuário - a ciência conhecida como UX (user experience) - é fazer com que os botões de ação sejam fáceis de serem encontrados. Quanto mais tempo um cliente gasta procurando pelo próximo botão, mais provável que ele ficará frustrado e desistirá da compra.

PayU - Fale com um especialista