Como-identificar-e-evitar-fraudes-no-ecommerce

Como identificar e evitar fraudes no ecommerce

A gestão de riscos e fraudes pode custar milhões para os empreendedores e varejistas virtuais. Os custos de gerenciamento de fraudes, falsas transações positivas e as perdas com chargebacks são desafios a serem enfrentados no universo dos negócios digitais. Os comerciantes devem investir em sistemas antifraude, em análise de comportamentos e atividades dos compradores para que possam reconhecer e reduzir transações fraudulentas.

Estima-se que os varejistas de ecommerce destinam mais de 7% de sua receita anual para combater fraudes nas transações na web, de acordo com um estudo recente da empresa de consultoria e pesquisas Javelin Strategy and Research LLC.

Para reduzir os riscos de fraudes é necessário firmar estratégias de segurança. Há dois caminhos a serem seguidos: o primeiro é a terceirização, ou seja, contratação de empresas especializadas atuantes no setor.

Outro caminho é estruturar um setor de segurança próprio, o que exige investimento tecnológico e humano.

Vale ressaltar que a equipe de gestão de riscos de um ecommerce deve ser bem treinada e atualizada para estar sempre apta para combater as ameaças e criar táticas e soluções contra as fraudes atuais.

Existem algumas formas para que varejistas autentiquem seus pedidos e liberem suas vendas, buscando minimizar os impactos negativos causados pelas ações fraudulentas.

Abaixo apontamos alguns pontos que podem ajudar a reconhecer e reduzir as fraudes online:

 

  • Verificação de nome e senha do usuário;

  • Perguntas de segurança;

  • Geolocalização do comprador;

  • Gravação de IP do computador do comprador;

  • Comparação de endereços de entrega e pagamentos online;

  • Telefonemas e e-mails de confirmação de cadastros e compras;

  • Monitoramento e armazenamento de trocas de e-mails entre loja e comprador;

  • Travas de segurança e monitores que automaticamente detectam atividades suspeitas.

Lembramos que falsas transações positivas podem também causar estragos para os lojistas.

Essas transações não são aceitas por questões de rigor e segurança excessivos, fazendo com que o consumidor possa ter uma visão negativa da marca ao ter um pedido recusado.

Os lojistas online estão cada vez mais dependentes de informações de login e senhas para garantir a segurança nas contas dos clientes. Entrar em contato com o cliente para confirmação de dados é um método eficiente, pois os golpistas não estão preparados para fornecer dados inseridos no site imediatamente.

De qualquer forma, há inúmeras ações preventivas que devem ser levadas em consideração. Investir em estratégias de prevenção e segurança é menos impactante do que lidar com as consequências das fraudes online.

Boas vendas!

Guia PayU Tudo sobre pagamentos online