shutterstock_697959154-1.png

O que são e como investir em lojas pop-up

As lojas pop-up representam uma tendência recente do mercado de consumo, mas que já possui vários nomes para o mesmo conceito. Ela também é reconhecida como varejo temporário, varejo flash e pop-up shop. Seja como for, as lojas pop-up são uma realidade no mundo do varejo principalmente pelo fato dos gestores estarem repensando toda a experiência de compra do usuário e criando novos modelos de loja.

Mas o que exatamente é uma loja pop-up?

A primeira vez em que o conceito apareceu foi na década de 90 em metrópoles como Londres, Nova Iorque, Los Angeles e Tóquio. O objetivo dessas lojas pop-up é o de ser uma loja temporária em que são vendidos produtos de todos os tipos. Em algumas ocasiões, existe apenas um tema principal, como por exemplo, cultura japonesa.

E dá para dizer que basicamente todos os produtos de consumo que existem já foram vendidos através de uma loja pop-up em algum momento. De arte à moda, de gadgets tecnológicos à comida, as lojas pop-up ajudaram a transformar o modo de consumo nas grandes capitais do mundo, pois criaram locais de comércio de curto prazo criativos, envolventes e de vários tamanhos.

O conceito dessas lojas é realmente inovador, pois foi pensado com foco em pontos principais do marketing de consumo, que são os de gerar lembrança da marca no cliente ou possível comprador, lançar um novo produto, apresentar parcerias entre desenvolvedores de produtos e  aumentar o share da marca no mercado.

Outras das ideias principais dessas lojas pop-up são a de criar o senso de urgência nos clientes, já que as lojas têm um curto prazo de duração, geralmente algo em torno de três meses; e oferecer a oportunidade do cliente testar os produtos em primeira mão. Essas estratégias têm chamado bastante a atenção de gestores de ecommerces.

Isso porque as pop-up shops estão se mostrando como uma ótima opção para alcançar novos clientes e testar uma interação maior em um ambiente físico de varejo. Essa possibilidade é bastante interessante para marcas que ainda são exclusivamente digitais como ecommerces de pequeno e médio porte.

Esse teste do ambiente físico com as lojas pop-up é atrativo pela sua flexibilidade, além de permitir que sejam montadas de maneiras variadas e, por serem de pequena escala, oferecem uma oportunidade para os proprietários de marcas digitais serem criativos e usar técnicas inovadoras de merchandising físico para atrair quem passa perto.

Como investir em lojas pop-up

Para investir corretamente em uma loja pop-up para a sua marca digital, você precisa pensar em alguns pontos antes como o local ideal, quanto tempo para organizar a loja, o que vai oferecer nela e os custos básicos para mantê-la durante os três meses, como:

  • Aluguel
  • Seguro
  • Internet
  • Dispositivos de merchandising
  • Mobiliário
  • Caixa de pagamento
  • Iluminação e Pintura
  • Inventário
  • Suportes para vitrine
  • Marketing e Promoção
  • Comidas e Bebidas
  • Taxas de cartão de débito e crédito  - Uma solução para combater altas taxas de cartões é fazer uso do link de cobrança que pode gerar pagamentos mesmo via e-mail, WhatsApp, redes sociais e etc.  

É lógico que essa ação requer um planejamento bastante detalhado e antecipado. Não dá para criar sua pop-up shop em menos de um mês, mesmo com um departamento de marketing super bem-estruturado.

Analise também se existe um espaço de estacionamento próximo da loja; se algum evento da comunidade está acontecendo na mesma época; se o local é de fácil acesso para pedestres; se há uma pia e um espaço para um banheiro; se há câmeras de segurança já instaladas e se há dispositivos de luz com dimming para conseguir efeitos de iluminação diferenciados para sua loja pop-up.

As lojas pop-up fornecem uma fantástica oportunidade para os donos de ecommerces interagirem com os clientes de uma maneira inovadora. Ela pode ser uma ferramenta de branding (marca) extra para varejistas online que normalmente não têm presença física em lojas, permitindo que os fãs e potenciais clientes interajam com a marca em um espaço físico e realmente lidem com a mercadoria.

Com isso, a comunicação com o cliente é otimizada por meio de uma estratégia nova, mas que sabe trabalhar os pontos principais do marketing e vendas - geração de receita, lembrança de marca e engajamento do cliente - com maior eficiência e uma dinâmica totalmente fora dos padrões para ecommerces. Sempre lembrando de um bom meio de pagamentos online junto a um sistema antifraude.

.

Que tal criar sua própria loja pop-up?

PayU - Fale com um especialista